model-2373407_1920.jpg

Como ter mais consciência e viver o aqui e agora

 

 

Você acordou, tomou seu café da manhã e saiu correndo para ir trabalhar. O dia passa, você volta, toma banho, janta, dorme. No dia seguinte, a mesma rotina e a indagação de "até quando?". Até o momento em que você se tornar consciente que seu agora é um presente.

 

Se conscientizar do que acontece no momento, no agora, é um experimento de autoconhecimento e percepção de mundo no presente. É um processo de descoberta, de saber a hora de escutar, de falar, de sentir sensações e aproveitar o momento.

 

Quando temos consciência não estamos preocupados em responder antes do outro terminar de falar, apenas escutamos. Não ficamos acelerando para realizar coisas, para se alimentar ou viver totalmente no automático. Quando pensamos em algo, permanecemos nesse único pensamento, sem dar espaço para devaneios.

 

O processo de ser consciente aproxima você dos seus pensamentos, do que está sentindo e de como reage com cada situação. Assim, você terá duas escolhas: ou muda seu comportamento ou continuará vivendo no automático.

Equilíbrio entre razão e emoção

O planejamento é racional, o sentimento gera impulso. O equilíbrio entre os dois é a melhor forma de buscar forças para aquilo que desejamos alcançar.

 

Quando você está muito preocupado com o que os outros pensam, ou se sacrificando para agradar, em geral é onde você perde a conexão interna, onde nos tornamos vítimas de regras sociais, de como devemos nos sentir e agir.

Transformar a conexão de raiva em amor e perdão é uma dádiva de poucos, mas nada que não possa se tornar um aprendizado. Quando você sente raiva, se contamina por sentimentos ruins de culpa e frustração.

 

Aprender a se conectar, é permitir o entendimento naquela briga de casal, nas discussões sem fim e agressões verbais que se somatizam e viram doenças físicas.

 

Ser flexível com seus pensamentos, te ajuda na liberdade e espontaneidade de fazer novas escolhas, ser resiliente frente às dificuldades. Dar sentido as coisas é ter a liberdade de se permitir a essa conexão consigo, com seu parceiro e com pessoas que o cerca.

 

Desapegue!

 

Pense em que você precisa se desconectar ou se conectar em sua vida pessoal, em seu relacionamento com o mundo. Quando aceitamos que para viver bem precisamos nos desapegar de antigos padrões e sermos flexíveis com a vida, aprenderemos a lidar melhor com as frustrações.

 

amor-próprio sempre está ligado ao quanto você presta atenção em si, em qual visão desenvolveu sobre seu interior, olhar o passado sem julgamentos, sem culpa e com aceitação de como está sua vida.

Se conectar com seu interior fortalece você, faz com que melhore a autoestima, seja mais amoroso, passe aceitar suas fraquezas e aprecie suas qualidades. Frustrações todo mundo tem, alguns carregam mais forte, outros aprendem a ser resiliente.

 

Liberte seu corpo da energia negativa, esta só te faz mal. O não estar consciente gera descontrole e reações espontâneas, quase sempre imaturas. O autoconhecimento vai te trazer inovação de ideias, saúde mental e, muitas vezes, gera um processo de cura seja da dor emocional ou física.

 

Pense, o que você tem deixado passar? Se alimente sentindo o sabor, divirta-se consciente do momento, se doe mais. Realize com a sabedoria do agora, isso refletirá na sua caminhada do amanhã.

 

Por essa razão e outras a psicoterapia e a meditação são importantes. É um dos momentos em que você tira do seu tempo para prestar atenção em si e no mundo que o cerca.

 

 

Cleunice Paez - Psicóloga CRP 06/103445

Especialista em Terapia Cognitiva Comportamental 

Especialista em Psicologia Jurídica 

Contato (011) 970172525

Email: paez.psicologa@gmail.com