VIOLÊNCIA DOMÉSTICA


   A violência contra a mulher é um dos mais graves problemas a serem enfrentados pela sociedade contemporânea. É uma forma de violência que não obedece a fronteiras, princípios ou leis. Ocorre diariamente no Brasil e em outros países apesar de existirem inúmeros mecanismos constitucionais de proteção aos direitos humanos. No Brasil a violência contra a mulher não encontra limites de idade, condição social, etnia e religião. Suas manifestações são variadas e muitas encontram fortes raízes culturais. Entre as formas mais freqüentes pode-se destacar as agressões físicas, sexuais e de caráter emocional.

    As leis brasileiras no que concerne aos domínios dos lares e das relações maritais começaram a passar por transformações, superando a fase em que a justiça brasileira praticamente se ausentava dos processos envolvendo violência familiar contra a mulher pelo seu companheiro.

  As mudanças na conjuntura jurídica em um código de leis são profundamente marcadas pela questão cultural e nela se assentam as transformações para atender as necessidades sociais. No entanto, essa mudança tardou muito a ocorrer no Direito Brasileiro. A intervenção de acontecimentos como os aumentos constantes de vítimas de agressão doméstica se tornaram um cenário comum nas delegacias do país. 

 

Busque ajuda! Assim como você, muitas mulheres podem estar passando pela mesma situação e se todas se unem a prevenção se torna mais forte!